Miolo Padaria serve café da manhã ao pé da serra

Miolo Padaria serve café da manhã ao pé da serra

 

Café da manhã com charme acompanhado por pães deliciosos

 

 

Chocolate com Azeite

Chocolate com Azeite

Um dos óleos vegetais mais antigos da história, proveniente do fruto da oliveira encontrada originalmente na bacia do Mediterrâneo, o azeite de oliva sempre foi louvado como um ingrediente importante para diversas áreas, mas é na gastronomia que ele reina. Muito comum em saladas e preparações salgadas, em algumas partes do mundo, como na Espanha, Grécia e Portugal é possível encontrá-lo como elemento precioso também nas sobremesas.Tortas, doces, biscoitos, suflês e bolos, uma infinidade de preparações em que facilmente é possível substituir o uso da manteiga pelo azeite. Em alguns casos ele aparece até na hora em que o doce é servido, como um toque final. Não é novidade, mas mousse de chocolate regada com azeite frutado fica uma delícia.

Apesar de ser uma combinação recente para muitos comensais, o líquido dourado começa a ganhar espaço em preparações bem doces por aqui. Recentemente a doceira Juliana Motter preparou algumas versões dos seus famosos brigadeiros com o azeite, deixando o docinho ainda mais leve, saboroso. Pensando nisso, porque não adicionar o ingrediente em algo, digamos, mais complexo?

Gula levou a ideia para o confeiteiro Lucas Corazza. “Existem algumas receitas de bolos que são comuns utilizar o óleo de girassol ou outros tipos. O que as pessoas pouco sabem é como podem elevar o sabor das receitas se simplesmente trocarem esses óleos por um bom azeite”, declara Lucas.

(Veja a receita completa de Lucas Corazza na edição 259 de Gula que está nas bancas)

 

Jamie Oliver contrata em SP

Jamie Oliver contrata em SP

 

O chef mais badalado da Europa vai abrir seu primeiro restaurante na América Latina.

 

Chefs estrelados participam da quinta edição do Les Pantagruels

Chefs estrelados participam da quinta edição do Les Pantagruels

 

Já na sua quinta edição, o Encontro Gastronômico Les Pantagreuls, acontece no Hotel Le Relais La Borie em Búzios, entre os das 21 e 26 de outubro onde alguns dos melhores chefs do mundo dividirão com o público suas experiências gastronômicas. Nesta oportunidade, os sabores do Brasil serão o norte para que os chefs franceses e brasileiros troquem conhecimento para o desenvolvimento de pratos exclusivos para o encontro. Ao todo, quatro estrelas do guia Michelin e três “toques” do guia Gault & Millau estarão presentes .

O Pantagruels me permite atualizar os contatos e conhecer as tendências quem vem da França. Sempre um prazer receber os cozinheiros, mostrar novidades brasileiras e motivar essa troca de experiências”, comenta o chef David Mansaud.

A quinta edição do evento idealizado pelo casal francês Paul e Françoise Lindemann, recriará mais uma passagem do romance de Rabelais. Nas duas primeiras noites do encontro serão organizados tables d’hôtes, jantares oferecidos em grandes mesas, onde a interação entre chefs e publico dará o tempero final. A idéia é recriar as refeições feitas nas vilas medievais onde o romance Gargântua e Pantagruel se passa. Além disso, antes do tables d’hôtes, alguns hospedes do Hotel Le Relais La Borie poderão participar do processo de criação dos pratos. Obviamente, será possível também optar por mesas tradicionais, tudo sem renegar a atmosfera do Pantagruels.

Compondo o cenário de um jantar inesquecível, os banquetes serão acompanhados de rótulos ofertados por Moet & Hennessy, empresa detentora das marcas de vinho e destilados mais sofisticadas do mundo. Nos dias 23 e 24, a vodca Belvedere dará o tom do coquetel que antecederá os jantares. No sábado, casa de champanhe de Reims, França, Veuve Clicquot, harmonizará o jantar principal do Pantagruels 2014.

 

OS CHEF CONVIDADOS

1) DIDIER ANIÈS (França): 1*Michelin - Chef MOF (Meilleurs Ouvriers de France) Grand Hôtel du Cap Ferrat.

Do sudoeste da França, o chef vem de uma família de viticultores, cujo avô era um pioneiro na produção de ”Blanquette de Limoux”. É membro da Academia Culinária Francesa e do Grand Cordon d’Or de Monaco, e “Disciples” de Auguste Escoffier, além de ser conselheiro culinário e membro da delegação Relais & Châteaux.

O prêmio MOF: Condecoração altamente prestigiada na França. Criada em 1924, a premiação é atribuída aos melhores profissionais (artesões) do país.

2) PATRICK GAUTHIER (França): 1* Michelin - La Madeleine/ Le Crieur de vin/ Le Miyabi.

O Chef é um dos mais renomados da França. Atualmente comanda as cozinhas dos  premiados La Madeleine, Le Crieur de Vin e Le Miyabi, este último fruto de uma paixão de Patrick - a rica culinária japonesa. Neste restaurante, Gauthier une o que há de melhor na tradicional cozinha francesa com metodologias e sabores do oriente. Não há como negar que chef Gauthier é um autêntico representante da alta gastronomia mundial.

3) MARC MEURIN (França): 2* Michelin - Château de Beaulieu, Relais & Châteaux, Le Meurin.

Autodidata, Marc Meurin é um dos maiores nomes da culinária mundial contemporânea.  Seu restaurante foi montado num Castelo do século XVIII na cidade de Busnes, localizada nas proximidades do balnéario mais apreciado dos Parisenses, Le Touquet. Tambem está localizado na fronteira da Bélgica e a 180 km de Bruxelas.

Além do Le Meurin, o chef está à frente dos seguintes restaurantes:

·        Le Jardin d'Alice no castelo mesmo O Guia Michelin nomeou o restaurante “Bib Gourmand”; Muito boa mesa com boa relação custo/beneficio

·        Monsieur Jean no norte da França, em Lille

·        L'Atelier de Marc Meurin, situado no coração do Museu do Louvre em Lens.

4) JEAN CHAUVEL (França): 3 ‘’Toques’’ no guia Gault & Millau  - Les Magnolias.

Jean é um amante da cozinha molecular, mas atualmente se dedica mais a cozinha tradicional. Gosta muito de usar sabores exóticos e produtos da terra. O jovem chef já trabalhou ao lado de grandes nomes como: Chef Manuel Martinez (Relais Louis XIII) 2* Michelin; Bernard Loiseau, 3* Michelin; Philippe Conticini, um dos melhores chefs confeiteiros do mundo e Jean-François Rouquette , 1* Michelin.

O Guia Gault & Millau: Criado por Henri Gault e  Christian Millau, em 1965, o G&M é um dos mais influentes guias de gastronomia da França. Com o Guide Michelin, são as duas referências das gastronomia francesa.

5) FRANÇOIS WILL (França) - La chaumière, em Fort Romeu, estação de esqui a 1800 metros de altitude.

Especialista em produtos da montanha, François é conhecido na França por desenvolver pratos criativos e ricos em sabores. Seu restaurante é famoso pelo espírito receptivo e amigável.  O La chaumière, nomeado pelo Guia Michelin como “Bib Gourmand”, possui uma cozinha com DNA Catalão pela sua proximidade com a Espanha e toda a cultura Catalã.

6) PHILIPPE BRYE  (França) - Troisgros Brasil (RJ)

Formado pela Câmara de Comércio e Indústria de Paris, o chef é reside no Brasil há mais de três décadas. Neste tempo, Philippe foi chef executivo da confeitaria do hotel Meridien e comandou a Traiteurs de France, ambos em Copacabana. Atualmente, ele é o chef pâtissier do grupo Troisgros. Já foi eleito, por duas ocasiões, o melhor confeiteiro do Rio, pela revista Gula.

7) FREDERIC MONNIER (França): Chef MCF

Após quarto anos rodando o Brasil, Fréderic decidiu se mudar para o país. Depois de trabalhar na equipe do restaurante Garcia & Rodrigues, liderado pelo chef Christopher Lidy, o jovem chef francês optou por abrir seu próprio estabelecimento - La Brasserie do Rosário, no centro do Rio de Janeiro. O desafio de Monnier agora é: aliar a alta gastronomia ao ritmo frenético do centro econômico do Rio de Janeiro.

O que é MCF: Este é um dos maiores títulos que um chef francês pode ter. O lema da organização é "preservar e difundir as artes culinárias francesa, incentivar a formação em gastronomia e contribuir para o desenvolvimento profissional.”

8) DAVID MANSAUD (França)

Também residente no Brasil, David assumiu a cozinha do Hotel Astor Saint-Honoré em 2008. Atualmente ocupa o cargo de chef executivo do curso de gastronomia da Universidade Estácio de Sá. Influenciado por Alain Ducasse e Yannick Alléno, David faz uma gastronomia baseada na intuição e na natureza.

9) IVO FARIA (Brasil) - Du Vecchio Sogno (BH)

A experiência adquirida através de viagens pelo mundo e dos 15 anos do Vecchio Sogno, fez com que Ivo Faria, fosse aclamado doze vezes como melhor Chef de cozinha, por importantes meios de comunicação da área gastronômica.

PROGRAMAÇÃO

1) Terça 21 e quarta 22/10: Tables d’hôtes com 3 etapas

  • 16hrs: aulas de culinária com os chefs até 19hrs
  • 20hrs: início do jantar (10 minutos de tolerância para atraso)
  • Valor do jantar harmonizado: R$ 250 por pessoa

2) Quinta 23/10 a Sexta 24/10*: Jantares tradicionais Les Pantagruels com 5 etapas

  • 20hrs coquetel de boas vindas Vodka Belvedere
  • 20h30 início jantar (10 minutos de tolerância para atraso)
  • Valor do jantar harmonizado: R$ 350 por pessoa.

3) Sábado 25/10*: Jantar de Gala Veuve Clicquot com 5 etapas

  • 20hrs coquetel de boas vindas
  • 20h30 início jantar (10 minutos de tolerância para atraso)
  • Valor do jantar harmonizado: R$ 450 por pessoa

Contatos para reserva:

T. (22) 2620-8504

. Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

. Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

 
Mais Artigos...
 
Siga-nos no Instagram @REVISTAGULA
LEIA TAMBÉM
images/stories/juv y camps-6.jpg
vinhos
 
 
 
 
 
images/stories/fruit/acasadoqueijo_destaque.jpg
gula indica